16 de Outubro de 2019


A Dory diz:. continue a nadar. Como nós não vivemos no mar precisamos lembrar de continuar a andar, não desistir. Precisamos sim de pausas estratégicas porque somos humanos. Nós decepcionamos, choramos, mudamos de planos. Achamos que regredimos. Nos vitimamos. Perguntamos porque não conosco toda aquela vida boa do outro, mas sabe o que eu tô aprendendo? Que nós somos o nosso veneno e também o nosso antídoto. Que o nosso cérebro trabalha a favor e contra nós, depende das escolhas que fazemos. Às vezes fazemos boas escolhas, quebramos padrões, mas ele (o cérebro) preguiçoso e acomodado tende a nos puxar para padrões anteriores. Por isso é tão difícil quebrar ciclos viciosos, se livrar de relacionamentos abusivos, ou simplesmente se dar uma nova oportunidade sem querer usar as velhas roupas (leia-se atitudes, comportamentos, rotina). Mudar leva tempo, mas mas do que isso, mudar exige decisão. Em cima do muro não se é feliz. Continue a andar mas pare um pouco para pensar se está nadando em círculos ou buscando um rumo a seguir. Eu andei, mas precisei de um bom tempo sentada no banquinho do ” como eu vou fazer isso” e, provavelmente precisarei de mais um tempo nesse mesmo banco quando voltar 💕

compartilhe

leia também

Não exija do outro aquilo que ele não tem pra dar
Mas ele se apaixonou
08 de março – Dia internacional da mulher

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

acompanhe no instagram